Seleção Brasileira Feminina de Handebol conquista o ouro nos Jogos Sul-Americanos do Chile

Atual campeã mundial garantiu ainda uma das vagas para os Jogos Pan-Americanos de Toronto, no Canadá, em 2015

Viña del Mar (CHL) – O Brasil comemorou mais um título no handebol feminino, neste sábado (15). Com uma vitória arrebatadora contra o Uruguai, por 39 a 13 (18 a 9 no primeiro tempo), nos Jogos Sul-Americanos do Chile, as atuais campeãs mundiais asseguraram o ouro. Como a equipe chegou até aqui empatada em número de pontos com a Argentina, na competição que foi disputada em sistema de pontos corridos, a diferença no saldo de gols iria decidir e as brasileiras fecharam o campeonato com 44 a mais. Além da medalha, o Brasil também assegurou uma das vagas para os Jogos Pan-Americanos de 2015, em Toronto, no Canadá.

Tranquila, a equipe entrou em cena hoje contra o Uruguai imprimindo um ataque preciso e uma defesa eficiente. Pouco a pouco, o placar começou a se expandir e foi praticamente impossível para as adversárias tentarem uma aproximação. No segundo tempo foi o momento de abrir ainda mais a vantagem e seguir administrando até o final. O técnico Morten Soubak apostou no elenco que garantiu o título mundial na Sérvia durante quase todo o tempo, com algumas entradas importantes de atletas que se juntaram ao grupo para este campeonato.

Morten comemorou a conquista e diz que o Brasil tirou importantes lições desta competição. “Hoje voltamos a jogar com o nosso estilo e tudo voltou a funcionar bem. A equipe está de parabéns pelo trabalho. Tivemos alguns momentos de altos e baixos nesse campeonato, mas foi muito importante para constatarmos que agora somos o alvo. Mesmo não tendo mais nenhum compromisso oficial este ano, em qualquer amistoso que façamos, vão nos estudar e querer muito ganhar de nós. É algo com que vamos ter que nos acostumar e aprender a lidar”, destacou Morten.

Com a vaga assegurada para Toronto, em 2015, a Seleção entra novamente em um período de preparação, pois no próximo ano terá na agenda também o Pan-Americano de Handebol Feminino e o próximo Mundial, na Dinamarca. Além disso, segue com o maior objetivo, que é conquistar uma medalha olímpica, em 2016, no Rio de Janeiro. “Teremos um ano cheio em 2015 e muito importante para nos, pois vamos em busca de um bom resultado no Rio. Este ano não temos mais campeonatos, mas vamos seguir com a preparação para todos estes compromissos”, acrescentou o treinador.

A ponta direita Alexandra Nascimento também destacou o momento de aprendizado. “Devemos ressaltar a união do grupo até o final. No jogo contra a Argentina estávamos perdendo e não deixamos de buscar, até chegar ao empate. Essa força brasileira sempre esteve presente. Isso teve um gosto amargo, mas nos ajudou a parar, respirar e colocar o pé no chão, pois o Mundial já passou. Temos que continuar evoluindo. As Seleções, tanto daqui quanto da Europa, estão buscando a renovação e evolução. Temos que fazer o mesmo. Agora as outras nos estudam, assim como estudávamos as europeias antes do título. Isso significa que precisamos inovar e seguir aprendendo, como sempre.”

A Argentina fez um jogo equilibrado com o Chile e garantiu a vitória somente nos minutos finais, por 21 a 17. As ‘hermanas’ ficaram com a medalha de prata e as chilenas com o bronze.

Tabela – Feminino
(horário de Brasília)

Sexta-feira (7)
Paraguai 17 x 26 Argentina
Chile 27 x 33 Uruguai

Domingo (9)
Uruguai 24 x 32 Paraguai
Chile 22 x 36 Brasil

Terça-feira (11)
Argentina 25 x 15 Uruguai
Brasil 35 x 8 Paraguai

Quinta-feira (13)
Argentina 23 x 23 Brasil
Paraguai 17 x 28 Chile

Sábado (15)
Uruguai 39 x 13 Brasil
Chile 17 x 21 Argentina

Tabela Masculino
(horário de Brasília)

Sábado (8)
Brasil 36 x 19 Venezuela
Uruguai 29 x 20 Paraguai
Argentina 26 x 24 Chile

Segunda-feira (10)
Venezuela 30 x 17 Paraguai
Uruguai 19 x 37 Brasil
Chile 31 x 23 Colômbia

Quarta-feira (12)
Brasil 41 x 14 Paraguai
Colômbia 15 x 39 Argentina
Venezuela 18 x 20 Uruguai

Sexta-feira (14)
15h – Colômbia x Paraguai (definição de posições)
17h – Argentina x Uruguai – semifinal
19h – Chile x Brasil – semifinal

Domingo (16)
15h – 3° grupo B x 3° grupo A
17h – disputa do bronze
19h – disputa do ouro

Seleção Feminina de Handebol

Goleiras – Bárbara Arenhart (Hypo Nö-Áustria) e Jéssica Oliveira (Supergasbras/UNC/Concórdia-SC).

Armadoras – Amanda Claudino de Andrade (Supergasbras/UNC/Concórdia-SC), Deonise Fachinello Cavaleiro (Hypo Nö-Áustria) e Patrícia Batista da Silva (Toulon-França).

Centrais – Ana Paula Rodrigues Belo (Hypo Nö-Áustria), Deborah Hannah Pontes Nunes (Metodista/São Bernardo-SP), Francielle Gomes da Rocha (Hypo Nö-Áustria) e Mayara Fier de Moura (Blumenau/FURB-SC).

Pontas – Alexandra Nascimento (Hypo Nö-Áustria), Célia Janete da Costa Coppi (Metodista/São Bernardo-SP), Fernanda França (Hypo Nö-Áustria) e Samira Pereira da Silva Rocha (Mios Biganos Handball-França).

Pivôs – Elaine Gomes Barbosa (Assoc. Cult. e Esp. Força Atlética-GO), Fabiana Carvalho Diniz (Hypo Nö-Áustria) e Regiane dos Santos Silva (Metodista/São Bernardo-SP).

Seleção Masculina

Goleiros: Luiz Ricardo Milles do Nascimento (TCC/Unitau/Fecomerciários/Tarumã-Taubaté), Maik Ferreira dos Santos (TCC/Unitau/Fecomerciarios/Tarumã-Taubaté).

Armadores: Arthur Malburg Patrianova (Naturhouse La Rioja-Espanha), Fernando José Pacheco Filho (EC Pinheiros-SP), Guilherme Valadão Gama (Assoc. Deportiva Ciudad de Guadalajara-Espanha) e José Guilherme de Toledo (ACEU/Univali/FMEBC-SC).

Centrais: André Vinícius Mendes Silva (TCC/Unitau/Fecomerciários/Tarumã-Taubaté), Diogo Kent Hubner (TCC/Unitau/Fecomerciários/Tarumã-Taubaté), Henrique Selicani Teixeira (TCC/Unitau/Fecomerciários/Tarumã-Taubaté) e Thiago Roberto Torres dos Santos (São José dos Campos-SP).

Pontas: Arthur Medeiros Ataliba de Sousa (EC Pinheiros-SP), Cléber Antônio de Andrade (TCC/Unitau/Fecomerciários/Tarumã-Taubaté), Fábio Rocha Chiuffa (Metodista/São Bernardo-SP) e Wesley de Freitas (TCC/Unitau/Fecomerciários/Tarumã-Taubaté).

Pivôs: Felipe Venâncio Santaela (EC Pinheiros-SP) e Vinícius Santos Teixeira (EC Pinheiros-SP).

Comissão técnica
Técnico: Jordi Ribera
Assistente técnico: Washington Nunes
Supervisor: Cássio Marques
Fisioterapeuta: Gustavo Barbosa

Os Correios e o Banco do Brasil são os patrocinadores oficiais do Handebol do Brasil. A ASICS é a marca oficial de material esportivo e a Penalty a fornecedora de bolas.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado. Campos requeridos marcados com *