Hot! Leonardo Dutra, conta os dias para o início dos Jogos Olímpicos da Juventude

Em Nanquim, seleção masculina, com o nosso Leonardo Dutra, finalizam preparação para a estreia em busca de uma medalha

Santo André (SP) – As Seleções Juvenis de Handebol entraram em contagem regressiva para a disputa dos Jogos Olímpicos da Juventude. As equipes feminina e masculina já estão em Nanquim, na China, onde no próximo dia 21 inciam a busca por uma medalha. As expectativas são grandes e a forte preparação também contribuiu para dar mais confiança aos atletas. Os dois grupos fizeram a aclimatação no Japão durante uma semana e chegaram ao local dos jogos na última quinta-feira (14). A estreia das meninas será contra a China e a dos meninos contra a Noruega.

O time feminino praticamente emendou duas competições. Antes de ir ao Japão, disputou o Campeonato Mundial na Macedônia e alcançou o sétimo lugar, posição histórica para a categoria. Em Nanquim, já começaram a sentir o clima olímpico na vila montada para os atletas. “Ainda não tivemos tempo de desfrutar muito da estrutura, porque chove muito por aqui. Mas já deu pra ver que é uma estrutura bem completa”, contou o técnico Alexandre Schneider.

A equipe fez ontem o primeiro treino em solo chinês e deu continuidade ao trabalho que vinha fazendo no Japão. “Tivemos um período positivo de adaptação no Japão, porém, a Bruna sofreu um entorse no tornozelo e não conseguiu treinar. Ela está retornando às atividades normais aqui. Nossa meta é melhorar aspectos que avaliamos como deficientes no Mundial, tanto na defesa quanto no ataque, para que possamos estar ainda mais competitivos e tentar levar uma medalha nestas Olimpíadas”, disse o treinador.

Na última edição dos Jogos Olímpicos da Juventude, em Cingapura, a Seleção Feminina conquistou o bronze.

A equipe masculina também se mostra bastante animada para brigar por um lugar no pódio. O técnico Ivan Maziero, o Macarrão, conta que hoje, o grupo irá fazer o primeiro treinamento na quadra que será o palco das disputas. “Nossa preparação tem sido muito boa. No Japão, além dos treinos na quadra e na academia, fizemos dois jogos contra a Seleção Japonesa sub-19 e vencemos os dois. Além disso, enfrentamos também a equipe adulta e perdemos somente por três gols. Entre os três, esse foi o nosso melhor confronto, porque deu muito trabalho a nossa defesa e, com isso, buscamos a melhora dos sistemas ofensivo e defensivo”, descreveu.

Macarrão elogiou muito a estrutura do Centro de Treinamento do Japão, que contribuiu bastante para a preparação dos jogadores. “É um lugar fora de série, estruturado e com todos os componentes para a formação de atletas e para a adaptação para qualquer competição”, acrescentou.

No feminino, o Brasil faz parte do grupo B, que conta também com a China e com a Suécia. Já no masculino, o País está incluído na chave A, com Noruega e Egito. As finais serão disputadas no dia 25.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado. Campos requeridos marcados com *